Não Somos Super Humanos

quinta-feira, 28 de abril de 2016 Nenhum comentário
Hoje em dia com tantas possibilidades que temos diante de nós parece até que podemos tudo. Parece que somos seres super poderosos e que nada é impossível, mas aí quando surge alguma coisa que mostra nossas limitações de seres humanos nós ficamos profundamente frustrados.

Na verdade o impossível muitas vezes acontece, mas isso depende muito de estarmos preparados para insistir muito e aguentar muitos tapas da vida até chegar lá. O problema é que começamos investindo em coisas sem saber se aquilo é o que realmente queremos. Por não ter certeza de uma escolha que fazemos nós acabamos mal, muito mal. O melhor a se fazer é pensar bem antes de ir atrás do "impossível-possível", ver se precisamos mesmo daquilo e se vamos estar dispostos a enfrentar qualquer tempestade que vier pelo caminho.

Porque se vamos nos jogando em qualquer coisa que aparece pela frente sem saber se essa é uma boa ideia, a decepção e o arrependimento uma hora vai chegar. Entrar em qualquer situação é fácil, difícil é sair, e quando saimos, as marcas ficam. Por isso, pense bem antes de tomar qualquer decisão, pense no futuro. Não caia nessa de "Viver o Agora", isso é roubada.

A verdade que quase ninguém diz é que tudo o que você viver agora vai pesar no futuro. Pense por você mesmo, não tente imitar os filmes nem as series (que dão uma inspiração pra fazer besteira, digo por experiência própria), por trás disso existe alguém escrevendo tudo o que vai acontecer e pode manipular da maneira que quiser, fazer qualquer coisa acontecer. Na vida não é assim, você escolhe alguma coisa hoje que vai impossibilitar você de escolher outra amanhã. Mas, o melhor disso tudo é que todas as coisas más irão passar e tudo será perfeito. Enquanto isso, temos que ir vivendo assim mesmo, fazendo o melhor que podemos dentro de nossas limitações. Você não está sozinho, acredite.

Realize Seus Sonhos

Nenhum comentário
Uma das melhores sensações que já senti foi a de ter novos planos, sonhos que tive certeza que se tornariam realidade. Mas, como a gente vive em um caminho cheio de subidas e decidas, sempre rola aquele desânimo. Qundo isso acontece, temos duas opções: desistir ou insistir. Na maioria das vezes desistimos de fazer alguma coisa por medo de não conseguir, mas você já parou para pensar no que aconteceria se você insistisse?

Não conto as vezes que me empolguei em fazer alguma coisa e logo no primeiro tropeço desisti. Achava que aquele obstáculo era um sinal de que aquilo não teria futuro e que se eu tentasse seria perda de tempo.

Não queria perder tempo, então, procurava outra coisa para  investir, algo que me fizesse pensar que daria certo. E era sempre assim mas nunca encontrava nada. O tempo passou e quando me dei conta me vi sem esperanças.

Não é nada fácil olhar para os outros, aqueles que tem a mesma idade que a gente, vê-los colhendo o fruto de seus esforços enquanto a gente se vê sem nenhum. Pensar que poderia estar desfrutando de muitas coisas boas se também tivesse plantado como os eles plantaram.

Não se trata de ser como os outros são, nada disso. Se trata de cuidar do fututo onde breve estaremos. Ninguém pode fazer o que tem que ser feito por nós mesmos. Se desistimos sempre que aparece uma dificuldade e não fazemos nada agora, a única coisa que encontraremos lá na frente será frustração.

Mas, para nosso alívio ainda dá tempo de construir muita coisa. Para quê ter medo? É claro que todos os sonhos e projetos podem dar certo. Quem disse que não? Um visinho? Um amigo? Quem? Será que eles podem prever o futuro? Tenho certeza que não. Você já deve ter visto pelo menos uma pessoa que fez você pensar exatamente assim: "Quem diria que aquela pessoa chegaria onde chegou?" Eu já. E felizmente isso pode acontecer com qualquer um mas, qualquer um que acreditar e persistir.

A verdade é que projetos e sonhos dependem de nós e do que fazemos para torná-los realidade. Pensar que não dará certo, isso sim é perda de tempo. Se pensarmos assim nunca chegaremos a lugar nenhum. O que precisamos ter sempre em mente é o que queremos conseguir, nunca pensar que não somos capazes, e o mais importante, não deixar espaço para o desânimo. E aí, qual os sonhos que vocês querem realizar? Contaí 😊

A Felicidade Nao e Um Aplicativo que da Para Baixar

quarta-feira, 27 de abril de 2016 Nenhum comentário
A felicidade não é um aplicativo que dá para baixar, disse o papa Francisco em um discurso feito na última segunda-feira. Disse também que não será a última atualização que trará liberdade e grandeza no amor.

É interessante notar como nós pensamos exatamente ao contrário do papa Francisco. A cada nova atualização pensamos estar "de acordo com o padrão ideal". Sentimos a necessidade de ter em nossos smartphones todos aqueles aplicativos famosos que vemos porai. E chegamos até a reclamar da memória insuficiente do celular, que não suporta tantos aplicativos, e isso nos faz infelizes.

Custamos aceitar que este homem tem razão, pois a tecnologia se impregnou em nossas mentes, e não conseguimos achar graça em nenhuma outra coisa que não esteja relacionada a ela.

Como a tecnologia nos ajuda, não é mesmo? Ela é fantástica. O problema é quando ela passa a ocupar o espaço que deveria ser dedicado a coisas mais importantes na nossa vida. Será que existe felicidade fora do mundo da internet? Essa é a pergunta que fazemos a nós mesmos quando estamos em um nível avançado de dependência. Mas, a boa notícia para nós é que, há felicidade lá fora sim. E não é algo superficial como o que experimentamos com a tecnologia, mas o mais sublime dos sentimentos.

Amo tecnologia, amo blogar, amo html, amo estar presente nesse mundo tecnológico, mas nada disso se compara a olhar a cidade do ponto mais alto, ver o pôr do sol ao lado de uma pessoa especial, sentir o vento da chuva bagunçar o cabelo, entre muitas outras coisas. O que é natural sempre será mais lindo e necessário para nós do que qualquer invenção humana. .

Obs: Não sou fã do papado, nem creio nele como intermediador entre a humanidade e Deus, mas concordo com sua opinião.
 
Desenvolvido por Michelly Melo. Miss Opina.